Nossos board games favoritos: Mysterium

O Mysterium, mais um jogo da premiada editora francesa Libellud, é mais um dos nossos board games favoritos!

Você se recorda do clássico jogo Detetive da Estrela? Os jogadores precisavam desvendar um crime descobrindo pistas conforme andavam por uma mansão, lembra? Pois é, o Mysterium se assemelha muito a essa premissa. A diferença é que os jogadores representam vários médiuns recrutados por um renomado astrólogo para resolver um misterioso crime.

Conheça a história do jogo

O Senhor McDowell, um renomado astrólogo, comprou uma casa na Escócia, e quando chega em seu novo lar logo descobre uma presença sobrenatural a espreita. Os jogadores então são os médiuns recrutados para contatar esse fantasma e descobrir, em sete horas, o que de fato ocorreu na velha mansão. Quem cometeu o crime? Onde ocorreu? Quais armas foram usadas?

Detalhes da caixa do Mysterium na versão alemã
Detalhes da caixa do Mysterium na versão alemã

No Mysterium, um jogador assume o papel do fantasma, e durante 7 turnos, esse fantasma envia cartas de visões aos jogadores médiuns. Os jogadores então, a partir dessas visões precisam associar essas pistas a um rol de suspeitos pelo crime, de armas e locais onde tudo ocorreu. Usando fichas de clarividência, os médiuns também podem dar palpites nas predições de outros jogadores. O jogo progride, com o fantasma confirmando os palpites dos médiuns até que todo o mistério seja resolvido.

Jogadores caracterizados jogando uma partida de Mysterium
Jogadores caracterizados jogando uma partida de Mysterium

Mysterium é um título essencial da Libellud

Publicando inicialmente em 2015, e desenvolvido por Oleksandr Nevskiy e Oleg Sidorenko, Mysterium é um jogo cooperativo leve, por ser fácil de aprender as regras. Podem jogar de 2 a 7 jogadores; sendo que o ideal é acima de 3 pessoas. A idade; a partir de 13 anos, com cada partida levando entre 40 a 50 minutos.

O que mais impressiona no Mysterium é como o material, super bem produzido, aliado ao tema do jogo traz realmente um clima misterioso. O jogo marca os turnos em uma bela maquete de um antigo relógio, os pinos dos jogadores são como bolas de cristal, e toda a belíssima arte do tabuleiro e cartas de visões ajudam a criar uma atmosfera para as partidas.

Algumas das belas cartas de visão.
Algumas das belas cartas de visão.

Todo esse capricho fez de Mysterium um produto vencedor de muitos prêmios na Europa. Em 2016 venceu o As d’Or na França, como jogo do ano. Em 2015 ganhou melhor arte do Prêmio Golden Geek. Na Hungria, em 2017 foi recomendada ao prêmio nacional de jogos de tabuleiro, entre muitos outros. No Brasil já tivemos duas levas do jogo, a primeira em 2017, esgotou quase que em todas as lojas.

Como é fácil de ensinar e aprender; esse é uma ótima opção para jogar com os amigos à noite. Talvez antes de uma partida de RPG de terror, ou antes de uma sessão de filmes de terror.  Junto com Dixit e Dice Forge, o Mysterium figura entre os títulos essenciais da Libellud, para qualquer biblioteca de colecionadores de board games.